2 de fevereiro de 2018

Sarita Del Pino - Festival Pilares

Sarita Del Pino –Araçatuba-SP- 2h/aula-Dança com punhal / técnicas de uso para o Fusion.



A dança com punhal mostra a força, mistério e magia que uma mulher possui ao conduzir uma arma letal em uma dança hipnótica, vinda de vários lugares pois não se tem registro específico. Neste work terá a parte teórica com um pouco de história do que se tem registro e parte prática do que foi criado como movimentos específicos e movimentos para o tribal em uma coreografia exclusiva. 

Sarita Del Pino Dançarina, professora, coreógrafa e pesquisadora na dança do ventre e tribal fusion com pós em dança e consciência corporal com tcc sobre dança ATS. Participou do festival Nile Group no Egito em 2017 no concurso da categoria tribal e banda ao vivo

1 de fevereiro de 2018

Morgana Shayra - Festival Pilares 2018

Ana Morgana Shayra- Mato Grosso do Sul – 2h/aula - fusão com dança contemporânea, ampliando os limites e técnicas de fusão.

Buscando sempre a modernidade do estilo Tribal Fusion, estarei ministrando o Workshop “Modern Tribal Fusion” com a proposta de usar a contemporaneidade da dança e suas possibilidades de hibridações.

Mato Grosso do Sul com essa mega profissional, está de arrasar.





Morgana Shayra é bailarina e coreógrafa que  atua na área do Tribal Fusion há 09 anos na cidade de Campo Grande/MS, tendo no currículo professoras como Joline Andrade (BA) e Lilian Kawatoko (SP). Participação em Workshops ministrados por Raphael Lopes (SP), Kilma Farias (PB), Raisa Latorraca (DF), Fairuza (SP), Kae Montgomery (EUA). Diretora e coordenada do Grupo MAHILA de ATS e da CIA SHAKTI FUSION, com premiações em 2011 na categoria Revelão Festival Shimmie edição Campo Grande/MS e em 2016 Primeiro colocado no Prêmio Carla Silveira Etapa Campo Grande/MS.


31 de janeiro de 2018

Fatima Sanchez - Técnica de Cambret para Tribal Fusion e ATS®

Simplesmente, hipnotizante.

O Festival Pilares tem o prazer de apresentar Fátima Sanchez, como membro da equipe de instrutores.





Fátima Sanchez–São Paulo–SP   -2h/aula– Bailarina e Coreógrafa – Técnicas para Cambrê/ construindo uma fusão com taças

 
Formação e Cursos complementares : 
Iniciada em danças orientais em setembro de 2007
Primeira Certificação nível básico de Danças Orientais em 01/06/2008 pela escola Espaço de Dança Lucimara Lima. Certificada em 10/04/2010 em Técnicas Avançadas de Quadril por Carla Silveira. Início dos estudos de Tribal Fusion no Estúdio de Danças e Fusões Fairuza com a professora coreografa e bailarina Fairuza em 03/2010. Inicio dos estudos de Ballet Clássico com Alana Mesquita em Novembro de 2011. 

Certificada em 27/05/2012 Nível avançado de Danças Orientais pela escola Espaço de Dança Lucimara Lima. Certificada como Professora de Danças Orientais em 25/11/2012 pelas mestras Alana Mesquita e Lucimara Lima. Em 15 de junho de 2012 junto com Luciana Polisel e Vanessa Abílio fundou o Grupo de Tribal e Fusion OrganYKa Triad.

Curso de Imersão e Dança teatro com Paula Braz da (Cia Shaman Tribal) em Outubro de 2012. Inicio como Professora do Espaço de Dança Lucimara Lima em Novembro de 2012.
Certificada em técnicas para nível avançado com ênfase em Braços e correção postural com Mahayla El Helwa em Março de 2013. Inicio do curso para bailarinas de nível avançado, com Alana Mesquita em 01/2013. Inicio do curso de Hip Hop na Escola JL em Julho de 2013.
Certificada por Rachel Brice EUA , em Abril de 2014 no curso profissional de Tribal Fusion.
Em Abril de 2014 iniciou estudos de Formação Tribal na Escola Campo das Tribos com Lukas Oliver. Em 2014 realizou o curso 4x4 ministrado por Paula Braz.
Em Fevereiro de 2015 iniciou estudos de Tribal Fusion e Heells no EGA com Guigo Alves.

Cursos Ministrados:  Workshops mensais ministrados na escola Espaço de dança Lucimara Lima em 2012 com ênfase em dissociação corporal, técnicas para cambre, braços e postura, Tribal com Taças , Véus e Espada. Em Outubro de 2013 com Alexandra Soares idealizou e fundou o PLU –Projeto Linguagem Universal – Combo de cursos de variados estilos para compor o Tribal Fusion, incluindo a criação de material didático - Espaço Romany. Atualmente compõe a CIA Exotique do Espaço Guigo Alves em SP e atua como professora na Escola Dançando na Lua e no Aruã Ecopark – Suzano.

30 de janeiro de 2018

Flamenco como base para postura de ATS®


Lee Honda é nossa instrutora convidada a trazer o FLAMENCO como base técnica para postura do ATS®. Sabemos que este lindo estilo de dança, com origem (segundo alguns flamencólogos) na dança gypsy é também uma das danças que servem de referência para construção de nosso vocabulário dentro do American Tribal Style®.

Esta oficina visa conferir base estrutural a mantença de nossos braços e a conhecida intenção flamenca, presente na alma, rosto e olhar de um dançarino.



Lee Honda – Campinas-SP – 01h/aula  -“Flamenco/Fundamentos para Fusões e Braços e Postura para ATS”.

Graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP), teve seus primeiros passos no ballet clássico em sua infância.

Ingressou à arte Flamenca em 2001 com a professora Verena Menichelli e desde então aprofunda-se nesta arte com referências do cenário artístico nacional e internacional.

Aprimorou seus estudos na Espanha em 2002 na Escola Amor de Diós com professores de renome internacional e em 2014 com o projeto Viagem Encuentro Flamenco, apoiada pelo Governo Federal através do Ministério da Cultura junto ao grupo Soniquete.

Atuou no projeto "Nosso Flamenco", contemplado pelo FICC-2013 (Fundo de Investimento a Cultura de Campinas) em apresentações pela RMC, dando sequencia pelo circuito SESC.
Atualmente integra o Grupo Soniquete Arte Flamenca, é professora de dança flamenca no Estúdio Em Cena de Indaiatuba e dirige o Lagartera Coletivo em shows de tablado e projeto de fusão com ballet contemporâneo e música brasileira.

 E se você se interessou pelo Flamenco, pense no Indiano compondo sua fusão, com Andrea Albergaria e o Tribal Brasil com bases em matrizes e raízes da cultural nacional o Duo Talu da Paraíba.

Inscrições e informações:
festivalpílares@gmail.com

26 de janeiro de 2018

Nanda Rodrigues - Hafla 11 março

Nanda Rodrigues é nossa convidada para o Hafla de encerramento do Festival Pilares do Tribal.


Aos inscritos no evento coroaremos nosso encontro com Nanda e seu derbake.

Nanda Rodrigues é percussionista, professora de percussão e bailarina de dança do ventre e tribal. Iniciou seus estudos na música aos 10 anos de idade, passando por vários instrumentos como teclado, contrabaixo, percussão e estilos de música, como música clássica, rock, MPB, etc.





Iniciou seus estudos na percussão em 2007, e há 4 estuda especificamente o derbake, com diversos mestres que auxiliaram em seu desenvolvimento, como Arthur Kauffmann, Kaamilah Mourad, Ruka Derbake, Thiago El Faruk (workshop), George Sawa (workshop), entre outros. Fez aulas regulares com Juliana Santos (Tribal Fusion e ATS*) desde 2016, e com Thalita Zago (Dança do Ventre) desde 2013.

Em 2017 participou da 1ª Derbakeada Paulista, entre seletos 19 músicos derbakistas profissionais do Brasil, entre as únicas duas mulheres, ao lado da pioneira no derbake feminino no Brasil, Bety Vinil.

No mesmo ano passa a integrar o Grupo de Percuteria Oriental e Fusões Derbatuke.

Ministra aulas e workshops na área da percussão, realiza apresentações mesclando dança e música, é sua própria empresária, editora, e sente no coração a missão de transformar vidas através da música.




E para os inscritos no Work da Maria Badulaques, dia 11 será com acompanhamento da Nanda, uauuu!!!! Sensacional, não?!

VAGAS Limitadas, corre:
festivalpilares@gmail.com

25 de janeiro de 2018

Perfumaria Natural - O cheiro do Festival

Um cheiro!!!
Os aromas nos remetem a tantas situações adoráveis, seja a infância com "sabor" de casa da avó seja um evento especial... é essa sensação que queremos levar a todos vocês.

O Festival procura seu sabor.

Que aroma tem a dança? Onde repercute no seu corpo? Para que terras distantes lhe leva?

Com base na aromaterapia e a os oléos essenciais e seu poder curador vamos elaborar a fragrância do nosso Festival.

E para tornar tudo ainda mais atraente, Kyphi (o per fumum sagrado do antigo Egito) será queimado no ambiente, seguindo a tradição de começar o dia com Olíbano, depois Mirra e então... Kyphi.

Xeros no pulsante....xeros com cheiro de...?

24 de janeiro de 2018

Amanda Zayek - Festiva Pilares

Festival Pilares do Tribal tem a grande alegria de trazer a Campinas essa profissional incrível.

Apresentamos Amanda Zayek – Brasilia-DF para 2h/aula – consulte vagas e programação: festivalpilares@gmail.com


Com as mais diversas técnicas de base para o fusion será abordado neste work como usar todo o nosso corpo, sem nos preocupar com estilos ou amarras, e como usar isso para auxiliar na construção de uma persona específica para cada apresentação, com todas as nuances necessárias para tal.


Amandinha interpretando Masha Archer no Sarau Pilares do Tribal: 



Amanda Zayek entrou na dança do ventre em 2001 e estudou diversas danças (dancehall, hip hop, jazz, ballet, street jazz, contemporâneo, tribal fusion, ATS), pois acredita na arte como uma extensão da pessoa, composta por diversas camadas e facetas. Formada em Biomedicina, graduanda em Fisioterapia e especializada e Reabilitação de Lesões e Doenças Musculoesqueléticas, vê a dança como uma forma de entender o corpo e suas limitações, enquanto o usa como instrumento da arte.