5 de abril de 2015

PILARES ENTREVISTA - SISTER STUDIO - PARTE V

10 por Maria Badulaques - SEMANA 44
Entramos em contagem regressiva, meu coração acelerou!!! Faltam 9 dias pra Carolena e Megha...pulsante em surto...9, 8...7...

Última parte dessa série incrível com as Sisters Studio, senta com a pipoca e se delicia.                                 

PILARES -   Qual (há) o pecado mortal dentro de uma roda de ATS? 
"Não se comprometer a ser uma boa líder e uma boa seguidora." (Aline) 

"Poxa, acho que fazer alguma coisa por maldade, tipo puxar algo que não dê tempo dos outros acompanharem, ou querer chamar mais atenção de alguma forma...no geral algum momento que o nosso ego se descontrole e que seja de propósito rsrsrs." (Lilian)

"Pra mim é sair do tempo e entrar no contratempo! hahahaha Não há nada pior para quem está seguindo do que dançar no contratempo!" (Mariana)

"Dentro da roda? FALAAARRRR!! Hihihi... Não pode conversar. A comunicação tem que ser por contato visual." (Natália)

PILARES - As cobranças estéticas povoam o universo do ATS como ocorre no bellydance?
"Acredito que sim, mas com certeza muito menos que no bellydance." (Aline)

"Espero que não! Rs" (Lilian)

"Considero o Brasil um país bem pouco flexível nesse sentido. A cobrança não é tão alta como na DV, mas sim ela existe. Porque não estamos falando nem de mercado, estamos falando de como somos como sociedade. E como sociedade a cobrança estética em relação à mulher é avassaladora." (Mariana)

"Teoricamente não. Nos EUA não sinto isso, e pra ser sincera nem aqui. Isso é maravilhoso." (Natália)


PILARES - Qual teu passo favorito (existe um ou alguns) de ATS e por que?
"Não tenho preferido, acho todos eles sensacionais à sua própria maneira. Até o circle step." (Aline)

"Olha, recentemente ando em love com o Medusa e o Barrel Turn, mas gosto infinitamente de todos." (Lilian)

"Amo e sempre vou ser obcecada com a simplicidade e beleza  de um Taxeem com ondulação de braço acima da cabeça bem feito. Também sou bem obcecada com o Arabic Shimmy, que feito com perfeição é um dos passos mais bonitos na minha opinião. Ainda não cheguei lá e continuo treinando! rsrsrs" (Mariana)

"Hoje em dia não tenho um passo favorito, mas AMO o Sassy Switch (Movement Dialect da Nandana). Acho muito fofo, especialmente quando é seguido de um fade. Adoro todos os passings, acho muito bonito tudo que se faz em dueto. Gosto de ver dançarinos interagindo." (Natália)

PILARES - Vc acredita numa formação completa sem estudo dos fundamentos, história da dança?
"Absolutamente não. E principalmente o estudo de folclore e musicalidade árabe, que toda boa bailarina de dança do ventre deve saber." (Aline)

"Não acredito, mas essa é a minha opinião." (Lilian)

"Não." (Mariana)

"Eu acredito que ir atrás de informação teórica é consequência da sua paixão pela dança. Acredito que estudar os fundamentos ou não é escolha de cada um. EU, NATÁLIA, não entendo como é possível você de dizer profissional de uma arte sem conhecer profundamente o que está fazendo. Mas essa sou eu." (Natália)

PILARES -  Quais são os Pilares do seu ATS e quem são suas inspirações?
"Carolena Nericcio-Bohlman sempre, o FCBD em todas as suas formações (a Antiga e as atuais), todas as minhas mestras na dança e na vida, todas as minhas antepassadas que permitiram que eu estivesse aqui neste momento. Meu puja muito sincero a todas vocês." (Aline

"FCDB claro, Jamila, Masha, mas além delas os povos nômades que foram inspiração de tudo isso, com suas culturas e histórias, além das inspirações na dança em geral." (Lilian)

"Gosto muito, muito da Kristine Adams, em termos de técnica ela é minha maior inspiração no ATS. Os pilares do meu ATS são os mesmos que de todo mundo ué! A árvore genealógica deve ser respeitada sempre!" (Mariana)

"Os pilares do meu ATS? Bem... todas as pessoas que me deram aula contribuíram muito para o "meu" ATS. Das três pilares, eu me identifico ideologicamente com a Masha Archer.  Uma grande inspiração minha entre as Sister Studios brasileiras é a Aline Muhana, do Rio. Acho que o jeito dela de fazer ATS é sincero, tem uma honestidade e uma humildade muito grande que emana do trabalho dela. Certamente me espelho nela para desenvolver meu trabalho. A Gabriela Miranda é uma grande inspiração minha nesse sentido, também. O jeito que ela conduz a aula, sua preocupação com os conceitos do ATS, seu respeito pela arte e pelos alunos e companheiros de dança são inspiradores, sem dúvida. Sou cria dela também no ATSÉ inspiradora a dedicação da Mariana Quadros. Me lembro com grande prazer de vê-la consultando seu plano de aula, cuidadosamente montado em seu caderno estilo Moleskine. Ela foi por um bom tempo a única Sister Studio certificada por aqui. Lembro muito das aulas que tive com ela. Quando eu ainda era apenas uma estudante de ITS, a Rebeca Piñeiro, antes de ser certificada, me ajudou muito. Não só dando as aulas, mas me motivou bastante nesse início. Essa atitude gentil eu carregarei sempre no meu coração. O grupo Nomadic também me inspira enormemente!! A sincronia delas é de encher os olhos. Faz sorrir e chorar. Consigo sentir que estou vendo uma tribo dançar. Um dia quero ser parte de um grupo tão lindo quanto o Nomadic." (Natália
Reta final dessa contagem incrível de quase 365 dias, esses 9 dias (finais) serão inesquecíveis, o Pilares tá cheio de surpresas!!!!
Vamo que vamo, tamo junto!
Xeros no Pulsante.
Postar um comentário